A(trevo)-me


Em 23 de outubro de 2013 por linhaseversos

Outorgante
Feliz é quem zela pela ignorância
na esperança que ilude a alma errante
e expurga a voz delirante.trevo_de_quatro_folhas-7653

Luz sem t(régua).
Não há em exato medidas
Mas números sugestionados
Réplicas fluorescentes
Vaga-lumes de ideias
Água viva e pensamentos
Que queimam a alma
Um chafariz de abstrações
(até louváveis, direis)
Abnegação
Intolerância
um revolto descontrole.

assim media
assimetria
obliquidade
sorriso coringa
carta fora do baralho
palavra fortuna:
A(trevo)-me.

(Juliana Izabeli Bulhões – Rio, 15 de agosto de 2013)

Comentários (0) | |

Deixe seu comentário