Arquivo da Categoria ‘Entrelinhas’

Sombras e sangue: Gr(!)tos de horror


Em 10 de abril de 2011 | por linhaseversos

Manchetes sensacionalistas, listas nominais de vítimas fatais, fotos poéticas que agregam sentimentos paradoxais – a dor da perda e a sensação de que a vida continua na rosa de beleza efêmera lançada sobre o túmulo. O episódio trágico manchou a Escola Tasso da Silveira com sangue e sombras; manchou a história daquelas pessoas, personagens de […]

Tags: , , , , , , , , ,
Arquivado em Diversos, Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (1)

Diálogosss de Carnaval


Em 12 de março de 2011 | por linhaseversos

– José, e esse champanhe que você ganhou? -Ué, vamos aproveitar pra comemorar a casa nova! -Agora você enche a boca pra falar casa nova! Admitiu, então, que a parede laranja ficou ótima… – Eu não gosto é quando você vem pra cá dando ordem. Mas ficou bom sim. – Mãe, a casa está com […]

Tags: , , , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (3)

Solilóquio de (dez)embro


Em 28 de dezembro de 2010 | por linhaseversos

Mais um ano (ou menos). Contagem regressiva. Não posso esquecer a lentilha, a romã, as sete ondas e o prosecco. O problema é que eu tenho um caso, uma relação bandida com o Brut: degusto, bebo, exagero, depois não o quero por perto. Não posso esquecer: devo dar alguns telefonemas para parentes e amigos mais […]

Tags: , , , , , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (5)

O Estado é quem manda: foi dado o recado (!!!)


Em 28 de novembro de 2010 | por linhaseversos

“Rio quarenta graus, cidade maravilha, purgatório da beleza e do caos.” Dias úteis: ambiguidade contextual para os cariocas no final de novembro. Dia vermelho: ônibus e carros incendiando em pontos diversos da cidade. Dia cinza: fumaça dos automóveis sendo reduzidos a esqueletos. Dia branco: tecidos brancos em lajes e janelas, num apelo por paz. Dia […]

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (4)

Memórias de um apaga(dor) – a crônica


Em 17 de outubro de 2010 | por linhaseversos

Esta semana reservou-me surpresas. Nem sei se essa é a palavra exata para designar o misto de sentimentos que me envolveram em ações no magistério. Na verdade, há momentos (pontuais) em que o solo me parece tão ressequido, árido, infértil, que procuro abstrair cumprindo minimamente meu ofício. Tenho contas a pagar e um remedinho controlador […]

Tags: , , , , , , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (4)

Afetos, afagos, apegos


Em 18 de setembro de 2010 | por linhaseversos

De repente floresceu uma vontade de falar sobre o que vale a pena nesta vida. Pensei no meu filho: absoluto no seu poder de me fazer acreditar que a nossa cumplicidade começa no olhar, passa pela fala distinta e se estende, infinita, na ternura que nos faz mãe e filho, conquanto persista uma poeira de […]

Tags: , , , , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (6)

Molduras e memórias


Em 14 de agosto de 2010 | por linhaseversos

O ser humano é sensorial: sons, cheiros, sabores, toques e imagens constituem um arquivo íntimo, pessoal e intransferível. Através de uma trilha sonora, reportamo-nos a instantes que jamais caem no esquecimento. Revisitamos episódios das nossas vidas, derramamos lágrimas de saudades. Paisagens e cenários resguardam as brincadeiras da infância, encontros, viagens ou mesmo amigos de longa […]

Tags: , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (4)

(Me)nina


Em 17 de julho de 2010 | por linhaseversos

(In memoriam Rosa Bulhões, minha avó paterna.) Aquela criança intacta está sentada ou correndo. Não importa. Seus cabelos fazem sempre um desenho diferente em cenas coloridas. E não adianta o pente que, por várias vezes, o pai tira do bolso militarmente. Seus cabelos são livres: têm um movimento fácil e bonito de se ver. Franja […]

Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (6)

Em tempo(s) de São João.


Em 21 de junho de 2010 | por linhaseversos

Em tempos de São João, meus sentidos revelam-se curiosamente aguçados. Existe um movimento colorido, disparado a vencer os tons sóbrios que dominam vestuários e semblantes. Sinto um frio gostoso de sentir. Um frio ora disfarçado, do tipo elegante, que torna meus passos mais firmes e imponentes, sustentando a face desbotada e o corpo desde sempre […]

Tags: , , , , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (2)

Pra frente, Brasil? Salve o quê? Quem?


Em 15 de junho de 2010 | por linhaseversos

Brasil: o país do futebol. O país da ginga e das grandes jogadas. Da pinga e da feijoada. Do malandro, que julga todo o resto otário. Dos feriados e dos finais de semana prolongados. De mínimos salários. De mulher avião e menino aviãozinho. De flanelinhas, camelôs e carvoeiros. De poucos artilheiros. Da cervejinha e da […]

Tags: , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos | Comentários (2)