Arquivo da Categoria ‘Reversos’

Ve(e)mente


Em 28 de janeiro de 2015 | por linhaseversos

O homem que Não é parte De uma realidade Não deve Exatamente Discuti-la Ou julgá-la Por fatos fotos Relatos. É preciso Vivenciá-la Apurá-la Humana E cientificamente. Senti-la Percorrê-la É preciso. Quiçá ser Por ela parido. Texto é um dizer A respeito do admirado Segundo uma percepção. Não a realidade Absorvida, sentida, doída. Não há impessoalidade […]

Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Arquivado em Diversos, Entreversos, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (0)

Memórias de um apaga(dor) – Poesia


Em 16 de abril de 2013 | por linhaseversos

Tudo vale a pena Se a alma não empena. Meu trabalho, senhores, Não fede nem cheira. Resisto. Recito. Insisto. Incito. Suplico. Simplifico. Fico. Meu combustível É etanol, Não do milho, Mas da cana: Sustentável, Não poluente. Contudo, Minhas usinas Fecham: Não há vagas.

Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Arquivado em Diversos, Entreversos, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (0)

No balanço de “Avenida Brasil”


Em 20 de outubro de 2012 | por linhaseversos

O “balanço” da trama de João Emanuel Carneiro segue aqui com a força da polissemia da palavra: balanço da música de abertura, que – vazia de conteúdo, mas em ritmo “irresistivelmente latino-africano” – embalou, agitou, sacudiu os lares e bares brasileiros em horário nobre; balanço de movimento oscilatório, diante das reviravoltas e de cada capítulo […]

Tags: , , , , , , , , , , ,
Arquivado em Diversos, Entrelinhas, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (0)

Apuã


Em 22 de abril de 2012 | por linhaseversos

  Apuã servia-se das árvores e a elas servia. Isso para ele era tão natural quanto beber a água, tomar banho nos rios e ver todos os dias a mesma água: límpida e insípida; receptiva e grandiosa em extensão, força e imponência. Apuã era ágil em suas caçadas amadoras, peripécias e traquinagens. Mas o menino-índio […]

Tags: , , , , , , ,
Arquivado em Diversos, Entrelinhas, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (0)

Apascento (entre aspas e acentos)


Em 19 de abril de 2012 | por linhaseversos

Falo pouco Escrevo menos ainda. Entre bandeiras E escolhas, O tempo de agora. É uma lacuna Em dias púrpuros. Não há espaço Para melancolia Nem resignação. O futuro ruge Enquanto escorrem Pela garganta Gotas de limão. O silêncio Amargo Azedo Reserva O doce laranja lima. A voz se interrompe: Pausa… Prazo.

Tags: , , , , , , , , , ,
Arquivado em Diversos, Entreversos, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (0)

(Des)umanização


Em 16 de novembro de 2011 | por linhaseversos

“É duro tanto ter que caminhar e dar muito mais do que receber” Vida de gente Vida de gado Vida de cão sem raz(cão).       (Juliana Izabeli Bulhões – Rio de Janeiro, 16 de novembro de 2011)

Tags: , , , , , , , , , ,
Arquivado em Diversos, Entreversos, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (1)

Afetos e (e)feitos: uma escrita de amor


Em 12 de junho de 2011 | por linhaseversos

Não desisto de amar. É fato. “Amar vem do latim AMARE, ‘amar, gostar de’, possivelmente do Indo-Europeu AM-A-, que gerou palavras relacionadas ao crescimento de uma criança, como ‘mãe’, ‘mamar’, ‘mama’ etc.” Como dizia Clarice, “amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber […]

Tags: , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (3)

Bullying, segundo eu mesma


Em 23 de abril de 2011 | por linhaseversos

“… me preocupa o uso do termo “bullying” para demonizar toda molecagem e vitimizar toda fraqueza. Cada criança tem seu jeitão e sua porção de culpa por seus próprios dissabores. A violência desmedida deve ser contida, mas não às custas das lições que a experiência da vida franca ensina, com toda a dor que a […]

Tags: , , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Linhas e Versos, Reversos | Comentários (3)

Ou(tom)no


Em 10 de maio de 2010 | por linhaseversos

Em soro límpido Despede-se o escarlate Caindo em dominó de telhas Nas terras vermelhas. Outrora atrevido Agora se precipita descolorido Escorregando no caramelo das calhas Encharcando grãos De terra grã e de grão fino. Ventam asas coloridas Rumo a ponto cordial. Entre bulbo úmido E mercúrio prateado Salienta o som sereno Do longínquo esverdeado. Não […]

Tags: , , , , , ,
Arquivado em Entreversos, Reversos | Comentários (1)

Salve (,) Jorge!


Em 23 de abril de 2010 | por linhaseversos

Entre medalhas, orações, camisetas, palanques, festas e feijoadas, segue o batalhão, armado de fé, com seus dragões interiores adormecidos, em gavetas escondidos. Amarrados. De prontidão, canta a massa, firme na intenção de salvar Aquele em destaque. O Guerreiro que seguiu Jesus, sem renunciar um bom combate. O cavaleiro da Capadócia. O soldado das cruzadas, em […]

Tags: , , , , , ,
Arquivado em Entrelinhas, Reversos | Comentários (3)